Conselho sobre a Prática de Yidam

Advice | Tibetan MastersKhenpo Shenga

English | Français | Português | བོད་ཡིག

Khenpo Shenga

Khenpo Shenpen Nangwa

Further Information:

Conselho sobre a Prática de Yidam

de Khenpo Shenga

Às vezes, recite o mantra enquanto experiencia rigpa que surge naturalmente, um estado de totalidade, além da mudança e da instabilidade, no qual tudo o que aparece e existe é equanimidade, a dimensão pura do dharmakāya.

Às vezes, contemple o lama surgindo na forma do yidam. Na segura certeza de que a mandala, que é a grande manifestação do Magnífico Heruka, é, e sempre foi, espontaneamente perfeita, combine deidade, mantra e a realidade como ela é (dharmata). Com isso, tudo o que aparece, todos os sons e todos os pensamentos surgem como a manifestação natural do reino puro da deidade irada.

Às vezes, aumente a força da sua prática meditando em compaixão imparcial e sem pontos de referência.

Honre seus compromissos oferecendo o banquete de tsok e tormas em dias auspiciosos. Faça oferendas e recite louvores aos dharmapālas com frequência, e gere um compromisso sincero com os ensinamentos e seres.

Tome as deidades atadas por juramento como seus servos,
Atribua tarefas aos deuses e demônios da existência fenomênica,
Experiencie tanto felicidade quanto sofrimento como a grande igualdade de um só sabor, e misture toda a experiência mutável com o dharmakāya.

“Eu sou o grande e glorioso Heruka!
Meu alimento é a força vital dos seres vivos,
Meu assento, os três mundos e os três planos de existência.
Eu sou o Lama. Eu sou o Yidam.
Eu sou Samantabhadra, o poderoso Vajradhara.
Sem mim, nos tempos antes de mim,
Não havia saṃsāra, nem transcendência.
Agora, os fenômenos do saṃsāra e nirvāṇa
São todos perfeitos dentro de mim, o grande Heruka.
A montanha de fogo resplandescente é meu reino.
Os vīras e ḍākinīs são meu séquito.
A Grande Perfeição é meu Dharma.
Eu sou o Heruka da igualdade e perfeição.”

A todo momento esse orgulho é necessário.

Por Shenphenpa (Khenpo Shenga).

| Traduzido do tibetano por Adam Pearcey em 2013. Traduzido do inglês por Gustavo Santhiago em 2019.

• Download this text: EPUB MOBI PDF