Versos sobre o Coração do Surgimento Dependente

Buddhist Philosophy | Indian MastersNāgārjuna

English | Español | Français | Português | བོད་ཡིག

Nāgārjuna

Nāgārjuna

Further Information:

Versos sobre o Coração do Surgimento Dependente

de Ārya Nāgārjuna

Na língua da Índia: pratītyasamutpāda hṛdaya kārika

Na língua do Tibete: rten cing 'brel par 'byung ba'i snying po tshig le'ur byas pa

Homenagem a Mañjuśrī, o Jovem!

  1. Esses diferentes elos, doze em número,
    Os quais Buddha ensinou como surgimento dependente,
    Podem ser resumidos em três categorias:
    Aflições mentais, karma e sofrimento.

  2. O primeiro, oitavo e nono são aflições,
    O segundo e o décimo são karma,
    E os sete restantes são sofrimento.
    Assim, os doze elos são agrupados em três.

  3. Dos três os dois se originam,
    E dos dois vêm os sete,
    Dos sete surgem os três novamente –
    Assim gira a roda da existência.

  4. Todos os seres consistem de causas e efeitos,
    Nos quais não há nenhum ‘ser sensciente’.
    Dos fenômenos, que são exclusivamente vazios,
    Surgem apenas fenômenos vazios.
    Todas as coisas são desprovidas de qualquer ‘eu’ ou ‘meu’.

  5. Como uma recitação, uma vela, um espelho, um selo,
    Uma lente de aumento, uma semente, a acidez, ou um som,
    Assim também com a continuação dos agregados –
    O sábio deve saber que eles não são transferidos.

  6. Então, para as entidades extremamente sutis,
    Aqueles que as consideram com niilismo,
    Faltando-lhes um completo e profundo conhecimento,
    Não verão a realidade do surgimento condicionado.

  7. Nisso, não há nada a ser removido,
    Nem a menor coisa a ser adicionada.
    É olhar perfeitamente para a própria realidade,
    E quando a realidade é vista, a completa liberação.

Isso conclui os versos sobre ‘O Coração do Surgimento Dependente’, composto pelo professor Ārya Nāgārjuna.

Traduzido por Adam Pearcey em 2005. Traduzido do inglês por Gustavo Santhiago em 2019.

• Download this text: EPUB MOBI PDF