Como Transformar a Doença e Outras Circunstâncias

Sickness & Healing | Mind Training (Lojong) | Tibetan MastersGyalse Tokme Zangpo

English | Deutsch | Español | Français | Português | 中文 | བོད་ཡིག

Gyalse Tokme Zangpo

Gyalse Tokme Zangpo

Further Information:
Download this text:

Como Transformar a Doença e Outras Circunstâncias

de Gyalsé Tokmé Zangpo

Namo guru!

Este agregado ilusório de corpo, que, tal como os outros, possuo –
Se ficar doente, que assim seja! Na doença alegrar-me-ei!
Pois irá esgotar o meu karma negativo do passado.
E, no fim de contas, muitas formas de prática do Dharma
Têm como objectivo purificar os dois obscurecimentos.

Se sou saudável, que assim seja! Livre de doenças alegrar-me-ei!
Quando corpo e mente estão bem e descansados,
A prática da virtude pode desenvolver-se e fortalecer-se.
E, no fim de contas, a forma de dar sentido a esta existência humana
É dedicar corpo, fala e mente à virtude.

Se encarar a pobreza, que assim seja! Na falta de riqueza alegrar-me-ei!
Nada terei a proteger e nada terei a perder.
Disputas e conflitos que possam haver,
Tudo surge do desejo de riqueza e ganho – isso é certo!

Se encontrar riqueza, que assim seja! Na prosperidade alegrar-me-ei!
Se puder aumentar as provisões dos meus méritos, isso será suficiente.
Benefícios e felicidade que possam haver, agora e no futuro,
Tudo resulta de méritos adquiridos – isso é certo!

Se tiver de morrer em breve, que assim seja! Na morte alegrar-me-ei!
Sem permitir que circunstâncias negativas intervenham,
E com o apoio das tendências positivas que reuni,
Certamente procederei no caminho genuíno e infalível!

Se viver muitos anos, que assim seja! Na permanência alegrar-me-ei!
Quando a sementeira da experiência genuína tiver desabrochado,
Desde que o sol e a chuva das instruções não diminuam,
Se for nutrida ao longo do tempo, certamente amadurecerá.

Então, aconteça o que acontecer, cultivemos sempre a alegria!

Em resposta a uma questão de um geshé Sakya, perguntando sobre o que deveria ser feito em caso de doença e outros, eu, o monge Tokmé, que discursa sobre o Dharma, registei estas formas de trazer a doença e outras circunstâncias para o caminho espiritual.

Sarva maṅgalam!

| Traduzido do tibetano por Adam Pearcey, 2007. (Editado por Phillippa Sison. Revisto em 2012.) Traduzido do inglês por André A. Pais, 2020.